ENEVAEmpresa de recursos naturais e de geração de energia elétrica, integração vertical na geração de energia elétrica

ENEV

R$ 16.52 -0.17 (-0.01%)

Sugestões para você

Principais Acionistas

NomeOrd.Pref.
Ogx Petroleo E Gás S.A. - em Recuperação Judicial6.22%0%
Cambuhy I Fundo de Investimento em Participações25.72%0%
Dd Brazil Holdings S.à.r.l.8.28%0%
Banco Btg Pactual S.A36.37%0%
Itau Unibanco S.A7.99%0%
Outros15.42%0%

Contatos

Endereço

Praia de Botafogo. 501 - Torre Pão de Açúcar/ Rio de Janeiro RJ


Relacionamento com Investidores

Diretor: Pedro Zinner
Email: [email protected]
Site: www.eneva.com.br


Escriturador

ITAU CORRETORA ACOES, email: [email protected]

Cotação

Ativo Realizável

Passivo Exigível

Destaques Financeiros

Receita e Lucro

202020182017201620152014
Receita Líquida324330931291072721773216098315186331798092
Resultado Bruto149793012540151110135731940399795218790
EBIT81712061375818505411713147861-993764
Resultado Financeiro-299654-504332-520803-54836018094-510055
Lucro Líquido100653688822393860-111139173970-996295
D&A482150444879418755356577178563170479
EBITDA159892415629691124612916650308330-313230
Margem Bruta0.461852385942875030.40075810766458290.40787200108164790.33870696807887890.263259786926795360.12167897971850161
Margem EBITDA0.49299157126255930.4994936254976260.41319096045114710.424181957933033260.203031278788226-0.17420132006593655
Margem Líquida0.31034230780970920.2838583020650940.03448487438151528-0.05142983540361030.11455697327794141-0.5540845518471802

Distribuição de Lucro

202020182017201620152014
Lucro por Ação4.2091858337379633.7144182312408440.37098-0.464760.00848-4.99687
Total de Dividendos000000
Payout000000
Dividend Yield000000

Dívida

202020182017201620152014
Patrimônio Líquido793074062838805375935448080835771771217712
Dívida C.P.191931840661911519880218373583289195
Dívida C.P. em Real001911519880218373583289195
Dívida C.P. Estrangeira000000
Dívida L.P.131109931917573511609326476231982641874502
Dívida L.P. em Real131109930369033381805313965529938791874502
Dívida L.P. Estrangeira01548541298041251072043850
Caixa18962501359283984030626754248615157318
Dívida Bruta133029233758233702760425278340356225163697
Dívida Líquida-56595820165402718730362602937870075006379

Fluxo de Caixa

202020182017201620152014
Caixa Operacional124595315274051009715664977146664590533
Caixa de Investimento-2266266-704307-383266-99610-43185-694571
Caixa de Financiamento887663-437716-353562-190228-13382-16227

Indicadores Fundamentalistas

LPALucro por Ação4.209185833737963P/LPreço/Lucro
ENEV3
3.9627616025656307
VPAValor Patrimonial por Ação33.16519077217209P/VPPreço/Valor Patrimonial
ENEV3
0.5029369532225241
ROEReturn On Equity12.691577330740888P/EBITPreço/Ebit
ENEV3
4.881366521930683
LCLiquidez Corrente2.7491272952767467PSRPrice Sales Ratio
ENEV3
1.2298125810399194
DBPLDívida Bruta/Patrimônio Líquido0.873076787285928P/ATIVOSPreço/Ativos Totais
ENEV3
0.2459389938498329
GAGiro do Ativo0.19998087321717667P/CGPreço/Capital de Giro
ENEV3
2.1393088585828735
C5ACrescimento da Receita Líquida (5 anos)50.08489192187074P/ACLPreço/Ativo Circulante Líquido
ENEV3
-0.998727813081613

Balanço Anual

ContaDescrição20202019
1Ativo Total16218096
2Passivo Total16218096
6.01.01.06Provisão para contingências-25692
6.01Caixa Líquido Atividades Operacionais1245953
6.02.05Títulos e valores mobiliários-194967
6.01.01Caixa gerado nas operações1518135
6.01.01.07Provisão para desmantelamento e baixa de ativos23708
6.01.02Variações nos ativos e passivos-226793
6.01.03Outros-45389
6.01.01.08Reversão de impairment-52777
6.01.02.04Impostos, taxas e contribuições-37489
6.01.03.01Imposto de renda e contribuição social pagos-45389
6.01.01.12Recuperação de créditos tributários0
6.01.02.14Depósitos vinculados0
6.03.07Depósitos vinculados45130
6.02.04Aquisição de controlada, liquida do caixa adquirido0
6.01.01.09Amortização de custo de captação27961
6.01.02.01Adiantamentos diversos76132
6.01.02.13Dividendos a receber0
6.03.01Aporte de capital de minoritários0
6.01.02.02Despesas antecipadas-27632
6.01.02.03Impostos a recuperar65276
6.01.02.05Fornecedores-266421
6.01.02.06Impostos, taxas e contribuições0
6.01.02.15Contas a receber-28453
6.02.07Adiantamento para futuro aumento de capital0
6.02.10Mútuo com partes relacionadas0
6.03.05Pagamento de fee - pré pagamento pii0
6.03.06Instrumentos financeiros0
6.02.14Prêmio ao programa de stock options0
6.03.09Juros pagos-354305
6.01.02.20Outros ativos e passivos16584
6.02.16Caixa proveniente da venda de ativo imobilizado e intangível0
6.02.11Recebimento pela venda de participação societária18782
6.02.15Baixa de imobilizado e intangível0
6.03.03Custos de captações-92249
6.01.01.02Depreciação e amortização482150
6.01.02.08Mútuo com partes relacionadas819
6.03.10Juros pagos debêntures – partes relacionadas0
6.01.01.01Resultado antes dos tributos sobre o lucro817120
6.01.02.09Estoque-76804
6.01.02.12Depósitos vinculados-354
6.02.12Efeito de baixa impairment0
6.02.13Variação de investimentos0
6.03Caixa Líquido Atividades de Financiamento887663
6.01.01.11Resultado financeiro líquido217594
6.01.02.17Recebimentos antecipados - CCC20216
6.02.01Aquisição de imobilizado e intangível-2087981
6.03.04Captações de financiamentos3371097
6.03.08Pagamento do passivo de arrendamento mercantil financeiro-57734
6.01.02.16Ativos e passivos mantidos para venda0
6.01.01.10Crédito e juros de PIS/COFINS0
6.01.01.04Resultado de participação patrimonial8763
6.01.02.07Dividendos e jscp recebidos0
6.02.02Aporte de capital / redução de capital0
6.03.02Amortizações do principal - financiamentos-2024276
6.02.09Ativos destinados a negociação0
6.01.02.10Provisões e encargos trabalhistas26746
6.02.03Aporte de capital em investida-2100
6.02.06Mútuo com partes relacionadas0
6.01.01.03Aquisição de controlada0
6.01.01.05Baixa de poços secos e áreas subcomerciais19308
6.01.02.11Operações comerciais4587
6.01.03.02Dividendos recebidos0
6.02Caixa Líquido Atividades de Investimento-2266266
6.02.08Retenções contratuais0
6.05Aumento (Redução) de Caixa e Equivalentes-132650
2.01.06Provisões0
2.02.01.02.02Juros0
2.02.02.02Outros110621
2.02.02.02.07Provisão de custo por indisponibilidade0
2.02.02.02.10Passivos de arrendamentos66239
2.02.03.01Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos32692
2.02.04.01.05Provisões ambientais0
2.01.03.01Obrigações Fiscais Federais104084
6.05.01Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes1517583
2.01.01Obrigações Sociais e Trabalhistas49070
2.01.06.02.04Royalties a pagar0
2.02.02.02.01Obrigações por Pagamentos Baseados em Ações0
2.02.02.02.05Operações comerciais0
2.02.04.02.03Provisões para Passivos Ambientais e de Desativação0
2.02.04.02.20Outras obrigaçoes942
2.02.05.01Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda0
2.01.02.01Fornecedores Nacionais492456
2.01.03Obrigações Fiscais104084
2.01.06.01.02Provisões Previdenciárias e Trabalhistas0
2.02.01.03Financiamento por Arrendamento0
2.02.02.01Passivos com Partes Relacionadas168
2.02.06.02Receitas a Apropriar0
2.03Patrimônio Líquido Consolidado7930740
2.03.02.02Reserva Especial de Ágio na Incorporação0
2.03.02.06Adiantamento para Futuro Aumento de Capital0
2.01.02.02Fornecedores Estrangeiros0
2.01.04.01Empréstimos e Financiamentos19193
2.01.05.01Passivos com Partes Relacionadas0
2.01.05.02.06Adiantamentos diversos0
2.01.05.02.12Pesquisa e desenvolvimento - setor elétrico82603
2.02.01Empréstimos e Financiamentos6904952
2.02.02.02.04Debêntures conversíveis0
2.02.06.01Lucros a Apropriar0
2.03.02Reservas de Capital25418
2.01.01.01Obrigações Sociais0
2.01.04.02.01Principal101237
2.01.05.02Outros282616
2.01.05.02.20Outras obrigações7046
2.02.01.01Empréstimos e Financiamentos1311099
2.02.06Lucros e Receitas a Apropriar0
2.03.01Capital Social Realizado8848409
2.01.05.02.03Obrigações por Pagamentos Baseados em Ações0
2.02.01.01.02Em Moeda Estrangeira0
2.02.01.02Debêntures5593853
2.02.02.01.03Débitos com Controladores0
2.02.02.02.09Passivo a descoberto0
2.02.04Provisões172984
2.02.04.02.01Provisões para Garantias0
2.02.04.02.08Retenções contratuais4330
2.02.06.03Subvenções de Investimento a Apropriar0
2.03.02.03Alienação de Bônus de Subscrição0
2.03.03Reservas de Reavaliação0
2.03.04Reservas de Lucros253071
2.01Passivo Circulante1065939
2.01.04Empréstimos e Financiamentos137713
2.02.01.01.01Em Moeda Nacional1311099
2.03.02.01Ágio na Emissão de Ações0
2.01.04.01.01Em Moeda Nacional19193
2.01.06.02.03Provisões para Passivos Ambientais e de Desativação0
2.02.01.02.01Principal5691213
2.02.04.02.05Passivo a descoberto0
2.02.05.02Passivos sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
2.03.02.04Opções Outorgadas0
2.01.01.02Obrigações Trabalhistas49070
2.01.05.01.01Débitos com Coligadas0
2.01.06.02.02Provisões para Reestruturação0
2.01.07.01Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda0
2.02.04.01.02Provisões Previdenciárias e Trabalhistas21950
2.01.05.02.10Contas a pagar setor elétrico12455
2.01.05.02.11Provisão de custos por indisponibilidade64445
2.01.06.02.05Creditos a pagar0
2.01.07.02Passivos sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
2.02.02.02.03Perdas em operações com derivativos0
2.01.03.01.02Outros impostos a recolher67086
6.05.02Saldo Final de Caixa e Equivalentes1384933
2.01.04.01.02Em Moeda Estrangeira0
2.01.05Outras Obrigações282616
2.01.05.01.03Débitos com Controladores0
2.01.06.01.04Provisões Cíveis0
2.01.04.03Financiamento por Arrendamento0
2.01.06.02Outras Provisões0
2.01.05.01.04Débitos com Outras Partes Relacionadas0
2.01.07Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados0
2.01.05.02.01Dividendos e JCP a Pagar0
2.02Passivo Não Circulante7221417
2.01.05.02.04Passivos relacionados a ativos não circulantes mantidos para venda0
2.02.02.01.01Débitos com Coligadas168
2.01.06.02.01Provisões para Garantias0
2.02.02.02.02Adiantamento para Futuro Aumento de Capital0
2.02.02.02.06Fornecedores44382
2.02.04.01Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis92603
2.02.04.02Outras Provisões80381
2.03.02.08Reservas de capital25418
2.02.04.02.02Provisões para Reestruturação0
2.02.04.02.07Provisao de abandono75109
2.02.05Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados0
2.03.02.05Ações em Tesouraria0
2.01.04.02.02Juros17283
2.01.05.02.02Dividendo Mínimo Obrigatório a Pagar0
2.01.05.02.05Retenções contratuais0
2.01.05.02.09Instrumentos financeiros derivativos2391
2.03.02.07Reserva de investimentos0
6.04Variação Cambial s/ Caixa e Equivalentes0
2.01.02Fornecedores492456
2.01.05.02.08Passivo de arrendamento34729
2.01.06.01Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis0
2.01.06.01.01Provisões Fiscais0
2.02.02.01.04Débitos com Outras Partes Relacionadas0
2.02.03Tributos Diferidos32692
2.02.04.01.01Provisões Fiscais40
2.01.03.01.01Imposto de Renda e Contribuição Social a Pagar36998
2.01.03.02Obrigações Fiscais Estaduais0
2.01.03.03Obrigações Fiscais Municipais0
2.01.05.02.07Participações nos lucros78947
2.01.06.02.06Adiantamentos de clientes0
2.02.01.02.04Custo de captação-97360
2.02.02.02.08Perdas em investimentos0
2.02.04.01.03Provisões para Benefícios a Empregados0
2.01.04.02Debêntures118520
2.01.06.01.03Provisões para Benefícios a Empregados0
2.01.06.02.07Passivo disponivel para vendas0
2.02.01.02.03Derivativos embutidos0
2.02.02Outras Obrigações110789
2.02.04.01.04Provisões Cíveis70613
2.02.04.02.04Provisão para desmantelamento0
2.03.04.01Reserva Legal0
2.03.06Ajustes de Avaliação Patrimonial10775
1.01.08.02Ativos de Operações Descontinuadas0
1.02.03.02Direito de Uso em Arrendamento86200
3.04.02.03Despesas com aluguéis-3819
2.03.08Outros Resultados Abrangentes0
1.01.08.03.08Dividendos a receber0
2.03.04.09Ações em Tesouraria0
2.03.04.02Reserva Estatutária0
1.01.08.03.01Adiantamentos diversos23070
1.01.08.03.06Ativos mantidos para venda0
3.04.02.05Despesas com pessoal-179091
1.02.01.02Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através de Outros Resultados Abrangentes0
1.02.01.05Estoques0
1.02.01.10.20Outros créditos7485
1.02.04Intangível1338545
3.04.03Perdas pela Não Recuperabilidade de Ativos0
3.04.04.20Outros97190
2.03.04.03Reserva para Contingências0
1.01.06.01.02Outros impostos a recuperar19846
1.01.08.03Outros31894
1.02.01.09.20Outros créditos0
3.04.02.08Seguros administrativos-1236
3.06Resultado Financeiro-299654
3.06.01.01Aplicação financeira56549
1.01.01.02Fundo de investimento FICFI RF CP ENEVA82977
1.01.05Ativos Biológicos0
1.01.08.01Ativos Não-Correntes a Venda0
1.01.08.03.02Adiantamentos a fornecedores0
1.02.01.07Tributos Diferidos865059
1.02.01.10.02Ativos de Operações Descontinuadas0
1.02.01.10.04Outros impostos a recuperar110243
1.02.02Investimentos9633
1.02.02.01.05Outros Investimentos0
3.06.01.03Juros sobre debêntures0
1.01.01Caixa e Equivalentes de Caixa1384933
1.01.06Tributos a Recuperar92868
1.02.01.01.01Títulos Designados a Valor Justo0
1.02.01.04.02Outras contas a receber0
1.02.01.10Outros Ativos Não Circulantes127731
1.02.03.01Imobilizado em Operação6813666
1.02.04.01.02Intangível em operação1291891
3.04.02.06Impostos e contribuições-494
3.04.05.20Outros-21046
2.03.04.04Reserva de Lucros a Realizar0
1.02Ativo Não Circulante13287694
1.02.01.03.01Clientes0
1.02.01.04.01Clientes0
1.02.02.02.04Outras participações societárias0
2.03.05Lucros/Prejuízos Acumulados-1203510
1.01.01.04CDB/Compromissadas1258574
1.01.02.01.03Títulos e valores mobiliários511317
1.01.02.03Aplicações Financeiras Avaliadas ao Custo Amortizado0
1.01.04Estoques179015
1.01.07Despesas Antecipadas29411
1.02.01.09.01Créditos com Coligadas0
1.02.01.09.03Créditos com Controladores0
1.02.02.01Participações Societárias9633
3.04Despesas/Receitas Operacionais-381156
3.04.02.02Despesas ambientais-1719
2.03.04.06Reserva Especial para Dividendos Não Distribuídos0
2.03.09Participação dos Acionistas Não Controladores-3423
1.01.08Outros Ativos Circulantes31894
1.01.08.03.07Instrumentos financeiros derivativos0
1.02.01.06Ativos Biológicos0
1.02.04.01.03Intangível em andamento46654
3.01Receita de Venda de Bens e/ou Serviços3243309
3.04.02Despesas Gerais e Administrativas-448537
3.06.01Receitas Financeiras192058
2.03.04.08Dividendo Adicional Proposto0
2.03.04.07Reserva de Incentivos Fiscais253071
1.01Ativo Circulante2930402
1.01.08.03.20Outros créditos6412
1.02.01.03.02Outras contas a receber0
1.02.01.08Despesas Antecipadas0
1.02.02.02Propriedades para Investimento0
3.04.02.07Material de consumo-1467
3.04.02.10Serviços de terceiros-42177
1.01.02Aplicações Financeiras511317
1.01.03Contas a Receber700964
1.02.01.01Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através do Resultado0
1.02.01.04Contas a Receber0
1.02.01.09.11Mútuos com partes relacionadas0
1.02.01.10.01Ativos Não-Correntes a Venda0
1.02.02.01.04Participações em Controladas em Conjunto9633
1.02.02.02.01Goodwill / mais valia0
1.02.04.01Intangíveis1338545
3.03Resultado Bruto1497930
3.04.04Outras Receitas Operacionais97190
3.05Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos1116774
2.03.04.05Reserva de Retenção de Lucros0
1.01.01.01Caixa e bancos43382
1.01.02.01.01Títulos para Negociação0
1.01.03.02Outras Contas a Receber0
1.02.01.03Aplicações Financeiras Avaliadas ao Custo Amortizado0
1.02.01.10.03Imposto de renda e contribuição social a recuperar6233
1.02.03Imobilizado10946675
1.02.03.03Imobilizado em Andamento4046809
1.02.04.02Goodwill0
3.04.01Despesas com Vendas0
3.04.06Resultado de Equivalência Patrimonial-8763
3.06.01.02Mtm contratos de energia0
1.01.02.01Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através do Resultado511317
1.01.06.01Tributos Correntes a Recuperar92868
1.02.02.02.03Participações em controladas em conjunto0
3.02Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos-1745379
2.03.07Ajustes Acumulados de Conversão0
1.01.01.03Fundo de Investimento FIC Master Plus 50 RF DI LP0
1.01.01.05Outras aplicações em renda fixa0
1.01.02.01.02Títulos Designados a Valor Justo0
1.01.03.01Clientes700964
1.02.01Ativo Realizável a Longo Prazo992841
1.02.01.07.01Imposto de renda e contribuição social diferidos865059
1.02.01.09.06Operações comerciais com partes relacionadas51
3.04.02.01Depreciação e amortização-62942
1.01.06.01.01Imposto de renda e contribuição social a recuperar73022
1.01.08.03.04Depósitos vinculados2412
1.02.01.09Créditos com Partes Relacionadas51
1.02.01.09.04Créditos com Outras Partes Relacionadas0
1.02.01.10.05Depósitos vinculados3770
1.02.02.01.01Participações em Coligadas0
3.04.02.20Outras-26444
3.04.05Outras Despesas Operacionais-21046
1.01.02.02Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo através de Outros Resultados Abrangentes0
1.01.08.03.05Operações comerciais com partes relacionadas0
1.02.04.01.01Contrato de Concessão0
3.04.02.04Despesas com exploração e poço seco-129148
3.04.02.09Serviços compartilhados - cost sharing0
3.06.02.04Comissão sobre fianças bancárias-4729
3.06.02.06Juros de passivos de arrendamento-8156
3.11Lucro/Prejuízo Consolidado do Período1006536
3.06.01.05Rendimentos de mútuos0
3.06.01.06Variação cambial e monetária124535
3.06.02.03Amortização custo de transação de empréstimos-27961
3.06.01.20Outros8191
3.09Resultado Líquido das Operações Continuadas1006536
3.06.02.05Juros de provisão de abandono-7589
3.10Resultado Líquido de Operações Descontinuadas0
3.06.01.04Multas e juros recebidos ou auferidos2783
3.06.02.08Juros de debêntures-149548
3.11.02Atribuído a Sócios Não Controladores-1070
3.06.02.07Juros sobre mútuos-1572
3.99.01Lucro Básico por Ação0
3.08.02Diferido223274
3.10.01Lucro/Prejuízo Líquido das Operações Descontinuadas0
3.06.02Despesas Financeiras-491712
3.08Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro189416
3.11.01Atribuído a Sócios da Empresa Controladora1007606
3.99.01.01On319081
3.06.02.01Encargos da dívida-137658
3.07Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro817120
3.06.02.09Perdas com derivativos-3888
3.99Lucro por Ação - (Reais / Ação)0
3.08.01Corrente-33858
3.10.02Ganhos/Perdas Líquidas sobre Ativos de Operações Descontinuadas0
3.99.02.01On317618
3.06.02.02Multa e juros pagos ou incorridos-3938
3.06.02.10Variação cambial e monetária-121056
3.06.02.20Outros-25617
3.99.02Lucro Diluído por Ação0

Últimos proventos

AçãoProventoAprovaçãoData-comPagamentoValor

Histórico de Proventos (1)

AçãoProventoAprovaçãoData-comCotaçãoValorYield
ON
DIVIDENDO
Tue Apr 28 2009 00:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)Tue Apr 28 2009 00:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)236.797.09522.99641

Bonificação, Desdobramento e Grupamento

AçãoTipoAprovaçãoData-comFator
ENEV3
Grupamento
Thu Apr 07 2016 00:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)Wed May 11 2016 00:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)100 para 1
ENEV3
Desdobramento
Wed Mar 10 2021 21:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)Wed Mar 10 2021 21:00:00 GMT-0300 (Brasilia Standard Time)1 para 4

1 ENEVA S.A. CNPJ/MF nº 04.423.567/0001 - 21 NIRE 33.3.0028402 - 8 Companhia Aberta ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 29 DE ABRIL DE 2019 1. DATA, HORA E LOCAL : No dia 2 9 de abril de 2019 , às 11h00, na sede da ENEVA S.A. (“ Companhia ”), situada na Praia de Botafogo, nº 501, Bloco I, Sala 701 – Parte, CEP 22.250 - 040, na c idade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro. 2. CONVOCAÇÃO : Editais de convocação publicados no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, nos dias 29 de março, 01 e 02 de abril de 2019 (páginas 284 , 30 e 13 , respectivamente), e no Monitor Mercantil, nos dias 29 de março, 0 1 e 0 2 de abril de 2019 (páginas 0 8 , 0 8 e 10 , respectivamente), conforme disposto no artigo 124, parágrafo 1º, inciso II, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“ Lei das S.A. ”). 3. PUBLICAÇÕES : O relatório da administração e as demonstrações financeiras , acompanhadas do relatório dos auditores independentes , referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2018 foram publicados no dia 29 de março de 2019 no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (nas páginas 80 a 93 ) e no Monitor Mercantil (nas páginas 29 a 39 ). 4. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO : A proposta da administração (“ Proposta da Administração ”), contendo as informações e documentos necessários para o exercício do direito de voto na presente Assembleia , foi colocada à disposição do acionistas na sede social da Companhia, bem como nos websites da Companhia, da C omissão de V alores M obiliários (“ CVM ”) e no website da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (“ B3 ”) , por ocasião da primeira publicação do edital de convocação, nos termos do parágrafo único do artigo 6º da Instrução CVM nº 481, de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada. 5. PRESENÇA : Presentes acionistas representando 203.849.327 ações ordinárias , correspondendo ao percentual de 64,716 % do capital social da Companhia, em Assembleia Geral Ordinária, e presentes acionistas representando 203.894.627 ações ordinárias, correspondendo ao percentual de 64,730 % do capital social da Companhia, em Assembleia Geral Extraordinária, conforme assinaturas constantes d o Livro de Presença de Acionistas. Tendo sido verificado o quórum necessário, foi declarada regularmente instalada a Assembleia Geral Ordinária e Extraordiná ria . Registrou - se, ainda, a presença do s Sr s . Marcelo Habibe e Lui s Vasconcelo s , representantes da administração da Companhia e o Sr. Pablo Barreto, representante da KPMG Auditores Independentes , nos termos do artigo 134, parágrafo 1º da Lei das S.A. 2 6. MESA : Nos termos do artigo 21 , parágrafo 1º, do Estatuto Social da Companhia e do artigo 128 da Lei das S.A., o Sr. Jerson Kelman , na qualidade de Presidente do Conselho de Administração da Companhia, exercerá a função de Presidente da Assemble ia, convidando o Sr. Julian Fonseca Peña Chediak para exercer a função de Secretário. 7. ORDEM DO DIA : Deliberar sobre : (a) em Assembleia Geral Ordinária : (i) tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar o relatório da administração e as demonstrações financeiras da Companhia relativas ao exercício social encerrado em 31 de dezembro 2018 ; (ii) destinação dos resultados do exercício social enc errado em 31 de dezembro 2018 ; (iii) fixar o número de membros do Conselho de Administração da Companhia; (iv) eleger os membros do Conselho de Administração da Companhia; e (v) fixar o montante global anual da remuneração dos Administradores da Companhia ; e, (b) em Assembleia Geral Extraordinária : aprovar novo Plano de Incentivo de Remuneraçã...



ENEVA S.A. CNPJ nº 04.423.567/0001 - 21 NIRE 33.3.0028402 - 8 Companhia Aberta FATO RELEVANTE ENEVA S.A. (“ Companhia ”) comunica que o Conselho de Administração aprovou, em 26 de abril de 2019, a realização da 2ª emissão, pela Companhia, de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em até três séries , no valor de R$2.000.000.000,00, com val or nominal unitário de R$1.000,00, na data de emissão (“ Debêntures ” e “ Emissão ”, respectivamente). As Debêntures serão objeto de oferta pública de distribuição com esforços restritos, sob o regime de garantia firme de colocação, nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 476/2009 (“ Instrução CVM 476 ”), com a intermediação de instituições integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários, tendo como público alvo investidores profissionais, nos termos definidos no artig o 9º - A da Instrução da CVM nº 539/2013. Será adotado o procedimento de coleta de intenções de investimento dos potenciais investidores profissionais nas Debêntures, de forma a definir, de comum acordo com a Companhia: (i) a quantidade de Debêntures a ser alocada na 1ª e/ou na 2ª série da Emissão, por meio do Sistema de Vasos Comunicantes; e (ii) a taxa final a ser utilizada para apuração da remuneração das Debêntures. O vencimento das debêntures da primeira série ocorrerá em 5 anos; o vencimento das debêntures da segunda série ocorrerá em 8 anos; e o vencimento das debêntures da terceira série ocorrerá em 10 anos, todos contados da data de emissão. Os recursos obtidos pela Companhia por meio das debêntures da primeira série e das debêntures da segund a série serão utilizados para refinanciamento de dívidas da Companhia. Os recursos obtidos pela Companhia por meio das debêntures da terceira série serão destinados para o pagamento ou reembolso, conforme o caso, de gastos, despesas e/ou dívidas relacionad os à implantação e exploração da Central Geradora Termelétrica 5A e 5B com capacidade instalada de 386MW, o qual foi enquadrado pelo Ministério de Minas e Energia como prioritário, conforme a Lei nº 12.431, de 24 de junho de 2011, conforme alterada, e do D ecreto nº 8.874, de 11 de outubro de 2016 . As condições gerais da Emissão encontram - se indicadas na ata da Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 26 de abril de 2019 , a qual se encontra disponível na página da Companhia ( https://ri.eneva.com.br/ ) e da CVM ( http://sistemas.cvm.gov.br/ ) na rede mundial de computadores. A realização da Emissão está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes usuais em operações desta natureza. O presente Fato Relevante é divulgado pe la Companhia em caráter exclusivamente informativo, nos termos da regulamentação em vigor, e não deve ser interpretado ou considerado, para todos os efeitos legais, como um material ou esforço de venda ou de oferta. Rio de Janeiro, 2 8 de abril de 2019. E NEVA S.A. Pedro Zinner Diretor Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. CNPJ Nº 04.423.567/0001 - 21 NIRE 33.3.0028402 - 8 Publicly - Held Company MATERIAL FACT ENEVA S.A. (“ Company ”) hereby informs that the Board of Directors has approved, on April 26, 2019, its 2 nd issuance of simple, non - convertible, unsecured debentures, in up to three series, in the amount of R$ 2,000,000,000.00 , with a nominal unit value of R$1,000.00, on the issuance date (" Debentures " and " Issuance ", respecti vely). The Debentures will be subject of a public offering with restricted placement efforts, under firm guarantee of placement, according to the Brazilian Securities and Exchange Commission (“ Comissão de Valores Mobiliários ” or the " C...



1 SP - 24492335v1 ENEVA S.A. Companhia Aberta CNPJ/ME nº 04.423.567/0001 - 21 NIRE nº 33.3.0028402 - 8 Código CVM nº 21237 Praia de Botafogo, nº 501, Bloco 1, Sala 701, Parte CEP 22250 - 040, Rio de Janeiro, RJ FATO RELEVANTE ENEVA S.A. (“ Companhia ”) , em cumprimento ao disposto na Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 , conforme alterada (“ Lei das Sociedades por Ações ”) e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada (“ Instrução CVM 358 ”) , em co mplemento ao fato relevante divulgado em 27 de março de 2019, no âmbito da oferta pública secundária com esforços restritos de distribuição de 60.646.269 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da Companhia de titularidade do Itaú Unibanco S.A., d a Uniper Holding GmbH, d o Banco Pine S.A., d a Dommo Austria GmbH e d o Banco BTG Pactual S.A. (incluindo as Ações Adicionais, conf orme abaixo definido) (“ Acionistas Vendedores ” , “ Ações ” e “ Oferta Restrita ” , respectivamente ) , informa aos seus acio nistas e ao mercado em geral que foi concluído o Procedimento de Bookbuilding , com o estabelecimento do preço por Ação de R$ 18,25 , resultando em um montante total de R$ 1.106.794.409,25 . A Oferta Restrita está sendo realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, sob a coordenação do Banco Itaú BBA S.A., do Citigroup Global Markets Brasil, Corretora de Câmbio, Títulos e Valor es Mobiliários S.A. , do Banco BTG Pactual S.A. e do Banco Santander (Brasil) S.A. , nos termos da Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976, conforme alterada (“ Lei do Mercado de Valores Mobiliários ”) , da Instrução CVM n° 476, de 16 de janeiro de 2009, conform e alterada (“ Instrução CVM 476 ”) , do Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários, atualmente em vigor (“ Código ANBIMA ”), e demais disposições legais aplicáveis, incluindo o Regu lamento de Listagem do Novo Mercado d a B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão , contando com esforços de colocação das Ações no exterior pelo Itau BBA USA Securities, Inc., Citigroup Global Markets, Inc. , BTG Pactual US Capital LLC e Santa nder Investment Securities Inc. A quantidade de Ações inicialmente ofertada foi, a critério do Itaú Unibanco e do BTG Pactual , em comum acordo c om os Coordenadores da Oferta, acrescida em 21,4 %, ou seja, em 10.671.663 ações ordinárias de emissão da Companhia e de titular idade do Itaú Unibanco e do BTG Pactual , nas mesmas condições e pelo mesmo preço das Ações inicialmente ofertadas (“ Ações Adicionais ”) . O início de negociação das Ações na B3 ocorrerá no dia 8 de abril de 2019, e a efetiva liquidação da Oferta Restrita ocorrerá em 10 de abril de 2019 , que será o 4 º ( quarto ) dia útil após a data de divulgação deste Fato Relevante. 2 SP - 24492335v1 Informações Adicionais A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados sobre o andamento da Oferta Restrita por meio da divulgação de comunicado ao mercado ou fato relevante nas páginas eletrônicas da CVM ( www.cvm.gov.br ) , da B3 ( http://www.b3.com.br ) e da Companhia ( http://ri.eneva.com.br/ ). A Oferta Restrita está automaticamente dispensada do registro de distribuição pública pela CVM de que trata o artigo 19 da Lei do Mercado de Valores Mobiliários , e nos termos do artigo 6º da Instrução C VM 476. A Oferta Restrita não será objeto de análise prévia pela CVM, pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (“ ANBIMA ”) ou por qualquer entidade reguladora ou autorreguladora . C ontudo, após o envio do comunicado de e ncerramento da Oferta Restrita à CVM, ...



1 SP - 24492335v1 ENEVA S.A. Companhia Aberta CNPJ/ME nº 04.423.567/0001 - 21 NIRE nº 33.3.0028402 - 8 Código CVM nº 21237 Praia de Botafogo, nº 501, Bloco 1, Sala 701, Parte CEP 22250 - 040, Rio de Janeiro, RJ FATO RELEVANTE ENEVA S.A. (“ Companhia ”) , em cumprimento ao disposto na Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 , conforme alterada (“ Lei das Sociedades por Ações ”) e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“ CVM ”) nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada (“ Instrução CVM 358 ”) , informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi iniciada uma oferta pública secundária com esforços restritos de distribuição de 49.974.606 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da Companhia (“ Ações ”) de titularidade do Itaú Unibanco S.A., d a Uniper Holding GmbH, d o Banco Pine S.A., d a Dommo Austria GmbH e d o Banco BTG Pactual S.A. (em conjunto, “ Acionistas Vendedores ”) ( “ Oferta Restrita ” ) . A Oferta Restrita será realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, sob a coordenação do Banco Itaú BBA S.A. (“ Itaú BBA ” ou “ Coordenador Líder ”), do Banco BTG Pactual S.A. (“ BTG Pactual ”) , do Banco Santander (Brasil) S.A. (“ Santander ”) e do Citigroup Global Markets Brasil, Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários S.A. (“ Citi ” e, em conjunto com o Itaú BBA o BTG Pactual e o Santander, “ Coordenadores da Oferta ”) , nos termos da Lei nº 6.385, de 7 de dez embro de 1976, conforme alterada (“ Lei do Mercado de Valores Mobiliários ”), da Instrução CVM n° 476, de 16 de janeiro de 2009, conforme alterada (“ Instrução CVM 476 ”), do Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para as Ofertas Públicas de Distribuiç ão e Aquisição de Valores Mobiliários, atualmente em vigor (“ Código ANBIMA ”) , e demais disposições legais aplicáveis, incluindo o Regulamento de Listagem do Novo Mercado d a B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (“ Regulamento do Novo Mercado ” e “ B 3 ”, respectivame nte) , nos termos do Instrumento Particular de Contrato de Coordenação, Colocação e Garantia Firme de Liquidação de Ações Ordi nárias de Emissão da Eneva S.A. , a ser celebrado entre os Coordenadores da Oferta, a Companhia e o s Acionista s Vendedor es (“ Contrato de Colocação ”) . Simultaneamente, serão também realizados esforços de colocação das Ações no exterior pelo Itau BBA USA Securities, Inc., BTG Pactual US Capital LLC, Santander Investment Securities Inc. e Citigroup Global Markets, Inc. (em conjunto , “ Agentes de Colocação Internacional ”) : (a) nos Estados Unidos da América, exclusivamente para investidores institucionais qualificados ( qualified institutional buyers ), residentes e domiciliados nos Estados Unidos da América, conforme definidos na Rule 144A , editada pela U.S. Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos da América (“ SEC ”), em operações isentas de registro, previstas no U.S. Securities Act de 1933, conforme alterado (“ Securities Act ”), e nos regulamentos editados 2 SP - 24492335v1 ao amparo do Se curities Act ; e (b) nos demais países, que não os Estados Unidos da América e o Brasil, para investidores que sejam considerados não residentes ou domiciliados nos Estados Unidos da América ou não constituídos de acordo com as leis desse país ( non - U.S. per sons ), nos termos da Regulation S , no âmbito do Securities Act , e observada a legislação aplicável no país de domicílio de cada investidor (investidores descritos em (a) e (b) acima, em conjunto, “ Investidores Estrangeiros ”), em qualquer dos casos, que inv istam no Brasil em conformidade com os mecanismos de investimento regulamentados pela legislação brasileira aplic...



FATO RELEVANTE Rio de Janeiro, 09 de janeiro de 201 9 – ENEVA S.A. (“ENEVA” ou “Companhia”) (B3: ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, conforme alterada, e às disposições da Instrução CVM nº 358/02, conforme alterada, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral os resultados do R elatório Executivo de Audito ria das Reservas de Gás Natural dos Campos nos quais a ENEVA detém participação , na s Bacia s d o Parnaíba e do Amazonas , referente a 31 de dezembro de 201 8 , elaborado pela consultoria independente Gaffney, Cline & Associates, Inc. (“GCA”). Segundo os critérios do Petroleum Resources Management System (PMRS), a GCA certificou as reservas de gás natural da ENEVA , na s Bacia s do Parnaíba e do Amazonas , conforme a Tabela 1 abaixo: Tabela 1: Volumes Certificados de Reservas de Gás Natural da ENEV A na s Bacia s do Parnaíba e do Amazonas ( e m 31 de dezembro de 201 8 ) Classificação das Reservas Reservas de Gás Bacia do Parnaíba (100% WI) (Bm 3 ) Reservas de Gás Bacia do Amazonas (100% WI) (Bm 3 ) Reservas de Gás Total ENEVA (100% WI) (Bm 3 ) (1P) Desenvolvidas Não desenvolvidas 18,9 13,2 5, 8 3,0 - 3,0 21,9 13,2 8,7 (2P) Desenvolvidas (*) Não desenvolvidas (*) 21,4 15,0 6,4 3,6 - 3,6 25,0 15,0 10,0 (3P) 24,1 4, 4 28,4 (*) Estimativas da Companhia Foram abordados nesse relatório de certificação : ▪ O ito campos de gás da ENEVA n a Bacia do Parnaíba , quais sejam: Campos em produção: 1. Gavião Real (GVR) ; 2. Gavião Azul (GVA) ; 3. Gavião Branco (GVB) (inclui Gavião Branco Sudeste – GBSE) ; 4. Gavião Caboclo (GVC) ; 5. Gavião Vermelho (GVV) ; Campos em desenvolvimento: 6. Gavião Preto (GVP) ; 7. Gavião Tesoura (GVT) ; 8. Gavião Branco Norte (GVBN) . ▪ Um campo de gás da ENEVA na Bacia do Amazonas , em desenvolvimento: Azulão ( AZU ) . A tabela 2, a seguir, detalha a evolução das reservas certificadas da ENEVA de 31/12/2017 a 31/12/201 8 . O Campo de Azulão foi adquirido pela Companhia em abril de 2018 e, portanto, não foi considerado no R elatório Executivo de Auditoria das Reservas de Gás Natural referente a 31/12/2017, divulgado pela Companhia através de Fato Relev ante em 15/01/2018. Tabela 2: Evolução das Reservas Certificadas (2P) em 201 8 Composição das Reservas Certificadas Reservas de Gás Bacia do Parnaíba (100% WI) (Bm 3 ) Reservas de Gás Bacia do Amazonas (100% WI) (Bm 3 ) Reservas Certificadas em 31/12/2017 18,8 - Incorporação de Reservas (01/01/2018 – 31/12/2018) + 4,0 + 3,6 Produção (01/01/2018 – 31/12/2018) (1, 4 ) - Reservas Certificadas em 31/12/2018 21,4 3,6 As maiores variações de reservas (2P) na Bacia do Parnaíba estão justificadas abaixo: Gavião Tesoura (+ 1,3 Bm 3 ) : em setembro de 2018, a Companhia declarou comercialidade da acumulação Morada Nova, descoberta no Bloco PN - T - 49. A acumulação passou a ser denominada Campo de Gavião Tesoura . Gavião Preto (+1,9 Bm 3 ) : a aquisição e interpretação de novas linhas sísmicas e o resultado do poço de avaliação GVP - 1 , perfurado em dezembro de 20 18 , confirmaram a nova estimativa de reservas para esse campo . C ampos em produção (+0,8 Bm 3 ) : performance melhor que o inicialmente estimado . Deve ser ressaltado que , a performance dos campos em produção e as novas informações adquiridas e processadas durante 2018 reduziram significativamente a incerteza em relação à s reservas 1P e 3P . A dispersão tanto entre os volumes certificados de reserva 1P vs. 2P quanto 3P vs. 2P é atualmente inferior a 15% . Em 2...


ENEVA (ENEV)

ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE ENEVA conclui r eestruturação dos segmentos de gás natural Rio de Janeiro, 2 8 de dezembro de 201 8 – ENEVA S.A. (“ ENEVA ” ou “ Companhia ”) (BM&FBOVESPA: ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º, da Lei 6.404/1976 e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alteradas, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que , em consonância com o previsto no plano de reestruturação societária e de estrutura de capital da E NEVA (controladora) e de suas subsidiárias de geração a gás e upstream, conforme Fato s Relevante s divulgado s em 1 º de outubro de 2018 , 30 de novembro de 2018 e 20 de dezembro de 2018 (“ Reestruturação ”) , fo i concluíd o , nesta data, o p agamento antecipado do saldo integral da dívida relativa às 2ª e 6ª emissões de debêntures simples da Parnaíba Gás Natural S.A. (“ PGN ”) . Desta forma, todas as condições suspensivas à incorporação da PGN pela E NEVA , conforme aprovada em Assembleia Geral Extraordinária da Companhia realizada em 30 de novembro de 2018 , foram devidamente cumpridas, tornando a i ncorporação efetiva a partir da presente data, nos termos do Protocolo e Justificação de Incorporação . Pedro Zi nner Diretor - Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 MATERIAL FACT NOTICE ENEVA concludes restructuring of natural gas business segments Rio de Janeiro, December 28, 2018 – ENEVA S.A. (“ ENEVA ” o r “ Company ”) (BM&FBOVESPA: ENEV3, GDR I: ENEVY) , pursuant to article 157, paragraph 4, of Law 6.404/1976 and CVM Instruction No. 358/2002, as amended, hereby informs its shareholders and the market in general that, pursuant to the corporate and capital r estructuring p lan of ENEVA (parent company) and it s gas generation and upstream subsidiaries, as disclosed in Material Fact Notices published on October 1, November 30 and December 20, 2018 (" Restructuring "), the pre - payment of the total outstanding debt balance related to the 2 nd and 6 th issuance s of sim ple debentures of Parnaíba Gas Natural S.A . (" PGN ") has been concluded on the date hereof. A ll conditions precedent to the incorporation of PGN into ENEVA , as approved in the Company ’s S hareholder s ’ M eeting held on November 30, 2018 , have been duly met . T h e incorporation became effective as of the date hereof, in accordance to the terms of the Protocol and Justification of Incorporation . Pedro Zinner CEO and Investor Relations Officer ENEVA S.A.


ENEVA (ENEV)

ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE ENEVA conclui operaç ões de emiss ão de debêntures por Parnaíba I e II , conforme plano de r eestruturação das subsidiárias de geração a gás e upstream Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 201 8 – ENEVA S.A. (“ ENEVA ” ou “ Companhia ”) (BM&FBOVESPA: ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º, da Lei 6.404/1976 e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alteradas, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que , em consonância com o previsto no plano de reestruturação societária e de estrutura de capital da Eneva (controladora) e de suas subsidiárias de geração a gás e upstream , conforme Fato Relevante divulgado em 1 de outubro de 2018 (“ Reestruturação ”) , foram concluídas as etapas abaixo descritas : (i) Emissão por Parnaíba I Geração de Energia S.A. (“ Parnaíba I ”) de R$ 866 milhões em debêntures simples, não conversíveis em ações, com série incentivada (nos termos da Lei nº 12.431, de 24 de junho de 2011, conforme alterada) e série não - incentivada. A série incentivada totalizou R$ 315 milhões, com custo de IPCA + 7,227% ao a no e vencimento em 2025 (“ Debêntures Incentivadas PI ”). A série não - incentivada totalizou R$ 551 milhões, com custo de CDI + 2,5% ao ano e vencimento em 2025 (“ Debêntures PI ”). Ambas as séries têm pagamento de juros semestral, carência de principal de 12 m eses e serão amortizadas em 13 parcelas semestrais consecutivas. Os recursos relativos às Debêntures PI foram parcialmente utilizados para a liquidação antecipada do saldo remanescente da dívida de Parnaíba I junto ao BNDES, no valor de R $ 5 09 milhões . Em consequência, foram liberadas as fianças bancárias remanescentes atreladas a o financiamento no valor de R$ 182 milhõe s ; (ii) Emissão por Parnaíba II de R$ 695 mil hões em debêntures simples, não conversíveis em ações, com custo de CDI + 2,5% ao ano e vencimento em 2025 (“ Debêntures PII ”). As Debêntures PII tem pagamento de juros semestral, carência de principal de 18 meses e serão amortizadas em 12 parcelas semestrais consecutivas . Os recursos captados foram parcialmente destinados ao refinanciamento de dívidas de Parnaíba II, no valor R$ 380 milhões , cujo vencimento era previsto para 03 de janeiro de 2019; (iii) Pagamento antecipado de parcela do saldo remanescente da dívida relativa às 2ª e 6ª emissões de debêntures simples da Parnaíba Gás Natural S.A. (“ P GN ”), no montante de R $ 58 3 milhões. Adicionalmente, em reunião realizada em 13 de dezembro de 2018, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP aprovou a cessão para a Eneva de todos os direitos e obrigações referentes às concessões detidas pela PGN na Bacia do Parnaíba , confirma ndo a verificação de uma das condições suspensivas à incorporação da PGN pela E neva , operação aprovada em Assembleia Ge ral Extraordinária da Companhia realizada em 30 de novembro de 2018 . A implementação da citada incorporação da PGN pela ENEVA, operaç ão compreendida no âmbito d a Reestruturação , ainda está sujeita ao pré - pagamento do saldo integral da dívida da PGN referente à s 2ª e 6ª emissões de debêntures simples da PGN . A ENEVA manterá seus acionistas e o mercado devidamente informados sobre a Restruturação até a sua conclusão. Pedro Zinner Diretor - Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. ENEVA S.A. Corporate Taxpayer’s Register/Ministry of Finance ( CNPJ/MF ) : 04.423.567/0001 - 21 Public ly - held Company MATERIAL FACT NOTICE Parnaíba I and II conclude debenture issuance p...


ENEVA (ENEV)

ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 NIRE: 33.3.0028402-8 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Incorporação da Parnaíba Gás Natural S.A. ENEVA S.A. (“Companhia” ou “Eneva”), nos termos do artigo 157, parágrafo 4º, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada (“Lei das S.A.”), e da Instrução CVM nº 358, de 3 de janeiro de 2002, conforme alterada (“Instrução CVM 358”), vem, pelo presente, informar a seus acionistas e ao mercado em geral que, nesta data, os acionistas da Companhia em assembleia geral extraordinária aprovaram a incorporação, pela Companhia, da sua subsidiária integral Parnaíba Gás Natural S.A. (“PGN” e “Incorporação”, respectivamente). 1 SOCIEDADES ENVOLVIDAS NA OPERAÇÃO E SUAS ATIVIDADES Sobre a Eneva A Eneva é uma companhia aberta, com sede na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia de Botafogo, nº 501, bloco I, sala 701, parte, Botafogo, CEP 22250-040, inscrita na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro sob o NIRE 33.3.0028402-8 e no CNPJ/MF sob o nº 04.423.567/0001-21. A Companhia é uma sociedade anônima que tem por objeto social a geração, distribuição e comercialização de energia elétrica; a exploração, o desenvolvimento e a produção de hidrocarbonetos; e a participação, como sócia, sócia-quotista ou acionista, no capital de outras sociedades, no país e no exterior, qualquer que seja o objeto social. Para atender ao objeto social, a Eneva poderá constituir subsidiárias sob qualquer forma societária. Sobre a PGN A PGN é uma companhia fechada, com sede na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia de Botafogo, nº 501, bloco I, sala 701, parte, Botafogo, CEP 22250-040, inscrita na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro sob o NIRE 33.3.0030097-0 e no CNPJ/MF sob o nº 11.230.122/0001-90. A PGN é uma sociedade anônima que tem por objeto principal, mediante autorização ou concessão da União, a pesquisa, a lavra, o refino, o processamento e o comércio e o transporte de petróleo proveniente de poço, de xisto ou de outras rochas, de seus derivados, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos, apoio marítimo e apoio portuário para auxílio à exploração e produção de petróleo e gás no mar, bem como quaisquer outras atividades correlatas ou afins; e a participação do capital de outras sociedades ou, ainda, de consórcios com outras sociedades. 2 DESCRIÇÃO E PROPÓSITO DA OPERAÇÃO A operação consiste na incorporação, nos termos do artigo 227 da Lei das S.A., pela Companhia, da PGN, subsidiária integral da Companhia. Em razão da operação, a Companhia incorporará a totalidade dos ativos e passivos da PGN. A Incorporação não implicará em aumento de capital da Companhia e será realizada apenas mediante a transferência da totalidade dos ativos de titularidade da PGN à Eneva. Em decorrência da Incorporação, a PGN será extinta e sucedida pela Companhia em todos os seus direitos e obrigações, nos termos do artigo 227 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada. Caso reste aprovada, conforme descrita no respectivo Protocolo e Justificação de Incorporação, a Incorporação produzirá efeitos a partir de 30 de novembro de 2018, observado que a eficácia da Incorporação está sujeita (i) à aprovação prévia da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP, para a cessão, pela PGN, dos Contratos de Cessão para Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural dos quais é parte para a Companhia; e (ii) ao pré-pagamento do saldo da dívida da PGN ou, alternativamente, à obtenção da anuência prévias dos respectivos debenturistas para a Incorporação, no âmbito do (ii.1) Instrumento Particular de Escritura de Emissão Pública de Debêntures Simples, Não Conversíveis em Ações, da Segunda Emissão da PGN, conforme aditada (“Escritura de Segunda Emissão de Debêntures da PGN”); e (ii.2) Instrumento Particular de Escritura de Emissão Pública de...



ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Reestruturação societária e de estrutura de capital da controladora e das subsidiárias de geração a gás e upstream Rio de Janeiro, 1 de outubro de 2018 – A ENEVA S.A. (“ENEVA” ou “Companhia”) (B3: ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, conforme alterada, e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alterada, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que, o Conselho de Administração aprovou o pl ano de reestruturação societária e de estrutura de capital da ENEVA (controladora) e de suas subsidiárias de g eração a gás e upstream (“Reestruturação”). A Reestruturação prevê, dentre outras, as seguintes o perações relevantes: (i) A incorporação das subsidiárias Parnaíba III Geraçã o de Energia S.A. (“Parnaíba III”) e Parnaíba IV Geração de Energia S.A. (“Parnaíba IV”) por Parnaíb a II Geração de Energia S.A. (“Parnaíba II”), realizada em 30 de setembro de 2018; (ii) Emissão por Parnaíba II de até R$ 695 milhões em de bêntures simples, não conversíveis em ações, para distribuição pública com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM nº 476 (“Emissão Parnaíba II”), com custo de CDI + 2,5 % ao ano e vencimento em 2025 (“Debêntures PII”). As Debêntures PII tem pagamento de juros sem estral, carência de principal de 18 meses e serão amortizadas em 12 parcelas semestrais consecu tivas. A emissão tem garantia firme integral de colocação pelo coordenador líder, Banco Bradesco BBI S.A.; Os recursos captados serão parcialmente destinados ao refinanciamento de dívidas de Parnaíba II, no valor de cerca de R$ 380 milhões, cujo venci mento era previsto para 03 de janeiro de 2019; (iii) Emissão por Parnaíba I Geração de Energia S.A. (“Pa rnaíba I”) de até R$ 866 milhões em debêntures simples, não conversíveis em ações, com série incentivada (nos termos da Lei nº 12.431, de 24 de junho de 2011, conforme alterada) e série não-incentivada, para distribuição com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM nº 476 (“Emissão Parnaíba I” e, em conjunto com a Emissão Parnaíba II, as “Emiss ões”). A série incentivada totaliza até R$ 315 milhões, com custo estimado de NTNB + 2,5 % ao ano e vencimento em 2025 (“Debêntures Incentivadas PI”). A série não-incentivada totaliza até R$ 551 milhões, com custo de CDI + 2,5% ao ano e vencimento em 2025 (“Debêntures PI”). Ambas a s séries têm pagamento de juros semestral, carência de principal de 12 meses e serão amortizad as em 13 parcelas semestrais consecutivas. A emissão tem garantia firme integral de colocação pe los coordenadores da oferta, Banco Santander (Brasil) S.A., BB - Banco de Investimento S.A. e Banco Citibank S.A.; Os recursos relativos às Debêntures PI serão parcia lmente utilizados para a liquidação antecipada do saldo remanescente da dívida de Parnaíba I junto ao BNDES, no valor de, aproximadamente, R$ 515 milhões; (iv) Pagamento antecipado do saldo remanescente da dívid a relativa às 2ª e 6ª emissões de debêntures simples da Parnaíba Gás Natural S.A. (“P GN”), no montante de, aproximadamente, R$ 589 milhões; e (v) Incorporação da PGN pela ENEVA. Uma visão simplificada da estrutura societária da E NEVA antes e depois da Reestruturação é apresentada a seguir: Antes da Reestruturação Após a Reestruturação A Reestruturação foi aprovada baseando-se nos segui ntes objetivos, dentre outros: (i) Estimativa de redução de 48% nas amortizações de pr incipal de dívida previstas para os anos de 2019 e 2020, com o consequente alongamento do prazo médio da dívida consolidada de 4,2 anos para 4,7 anos, com destaque para o alongamento do p razo médio da dívida do segmento de gás (geração...



ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE ENEVA d eclara c omercialidade da a cumulaç ão Morada Nova na Bacia do Parnaíba , com volume de gas - in - place estimado pela Companhia de 2,24 bilhões de m 3 Rio de Janeiro, 26 de setembro de 2018 – A ENEVA S.A. (“ENEVA” ou “Companhia”) ( B3 : ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, conforme alterada, e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alterada, informa aos seus acion istas e ao mercado em geral que apresentou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), através de sua subsidiária Parnaíba Gás Natural S.A. (“ PGN ”), a Declaraç ão de Comercialidade da acumulaç ão Morada Nova , descober ta no Bloco PN - T - 4 9 , na Bacia do Parnaíba. Foi solicitado à ANP que a acumulação Morada Nova receba a denominação de Campo de Gavião Tesoura . O Gavião Tesoura é o oitavo campo a ser declarado comercial pela P GN, e tem volume estimado de gas - in - place (VGIP) de 2,24 bilhões de m 3 . A partir da Declaração de Comercialidade, a Companhia tem até 180 dias para apresentar à ANP o Plano de Desenvolvimento do campo. Pedro Zinner Diretor Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Pub licly - held Company MATERIAL FACT ENEVA declares commercialization of the Morada Nova accumulation in the Parnaíba Basin, with a Company’s estimated volume of gas - in - place of 2.24 billion m 3 Rio de Janeiro, September 26, 2018 – ENEVA S.A. (“ENEVA” o r “ the Compa ny ”) (B3: ENEV3, GDR I: ENEVY) , pursuant to article 157, paragraph 4 of Law no. 6 . 404/76, as amended, and to the provisions of CVM Instruction No. 358/2002, as amended, informs its shareholders and the market in general that it has submitted to the Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) , by its subsidiary Parnaíba Gás Natural S . A . ( “ PGN ” ), the Statement of Commerciality of the Morada Nova accumulation, discovered in Block PN - T - 49, in the Parna íba Basin. ANP was requested that the Morada Nova accumulation receive s the denomination of Gavião Tesoura Field . Gavião Tesoura is the eighth field to be declared commercial by PGN, and has estimated volume of gas - in - place (VGIP) of 2.24 billion m 3 . From the iss uance of the Statement of Commerciality, the Company has up to 180 days to submit to ANP the f ield Development Plan. Pedro Zinner Chief Executive Officer and Investor Relations Officer ENEVA S.A.



ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Rio de Janeiro , 31 de agosto de 2018 – A ENEVA S.A. (“ENEVA” ou “Companhia”) ( B3 : ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, conforme alterada, e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alterada, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que, a usina termelétrica UTE Parnaíba 5A e 5B (“UTE Parnaíba V”) , com capacidade instalada de 386 MW , a ser instalada no Complexo Termelétrico Parnaíba , estado do Maranhão, sagrou - se vitorios a no leilão de energia nova A - 6 de 2018 , da Agência Nacional de Ener gia Elétrica – ANEEL , realizado nesta data (“ L eilão” ). A UTE Parnaíba V contratou 326,4 MW médio s, assegurando uma receita fixa anual de R$ 272.377.314,57 (data - base: março /2018), pelo prazo de 25 anos, a partir de janeiro de 2024. O CCEAR (Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado) prevê correção anual da receita fixa de acordo com a variação do IPCA. O fornecimento do gás será integrado e assegurado pela P arnaíba G ás N atural S.A. , subsidiária integral d a ENEVA , a partir de suas concessões na Bacia d o Parnaíba , sem necessidade de alteração da capacidade diária de produção atual, d e 8,4 milhões de m 3 /dia , dado que Parnaíba V é o fechamento do ciclo aberto de Parnaíba I . A ENEVA estima iniciar a construção d a UTE Parnaíba V no segundo semestre de 2019. Fo i celebr ado contrato de empreitada global , na modalidade EPC turn - key , com empresa do grupo ítalo - argentin o Techint , para a implantação da usina . Os equipamentos críticos da ilha de potência serão fornecidos p or empresa do grupo GE - G eneral E letric . O prazo de construção previsto no contrato de empreitada global é de 31 meses. O investimento estimado para a implantação da UTE Parnaíba V (38 6 MW) é de R$ 1,2 bilhão. Com a contrataç ão supracitada, a ENEVA atingirá , até 2024, uma capacidade instalada total de 2, 5 G W , e faturamento bruto mínimo anual de R$ 2, 3 bilhão , consolidando - se assim como umas das principais geradoras brasileiras. “ C oncretiza mos o modelo R2W e i sso mostra o p otencial de geração de valor da ENEVA . Iniciamos a geração d e energia integrada à produção de gás natural na Bacia do Parnaíba há cerca de cinco anos e consolidamos nossa plataforma de negócios”, concluiu Pedro Zinner . Maiores detalhes poderão ser discutidos em Teleconferência com o Mercado, marcada para segunda - feira, 03 de setembro , às 14h (BRT) / 13h (EST), através do s telefone s: (55 11) 2188 - 0155 (BR) , 1 - 646 - 843 - 6054 (EUA) , 1 - 866 - 890 - 2584 (Demais países) - senha: Eneva . Pedro Zinner Diretor Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Publicly Traded Company MATERIAL FACT NOTICE Rio de Janeiro, A ugust 31 , 2018 – ENEVA S.A. (“ENEVA” o r “Compan y ”) ( B3 : ENEV3, GDR I: ENEVY) , in compliance with the provisions of article 157, paragraph 4, of Law nº 6.404/1976 and the provisions of CVM Instru ction nº . 358/2002, as amended, hereby informs its shareholders and the market in general that the Parnaíba 5A and 5B CCGT (“ Parnaíba V ”), w ith an installed capacity of 386 MW, to be built as part of the Parnaíba Thermoelectric Complex, in the State of Maranhão , w as a winning bidder the ANEEL Y - 6 new energy auction , held today (“Auction”). Parnaíba V sold 326.4 average MW, securing in a capacity payment equivalent to R$ 272 ,377,314.57 per year (as of March...



ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Companhia Aberta FATO RELEVANTE Rio de Janeiro , 31 de agosto de 2018 – A ENEVA S.A. (“ENEVA” ou “Companhia”) ( B3 : ENEV3, GDR I: ENEVY) , em atendimento ao disposto no artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, conforme alterada, e às disposições da Instrução CVM nº 358/2002, conforme alterada, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que, a usina termelétrica UTE Parnaíba 5A e 5B (“UTE Parnaíba V”) , com capacidade instalada de 386 MW , a ser instalada no Complexo Termelétrico Parnaíba , estado do Maranhão, sagrou - se vitorios a no leilão de energia nova A - 6 de 2018 , da Agência Nacional de Ener gia Elétrica – ANEEL , realizado nesta data (“ L eilão” ). A UTE Parnaíba V contratou 326,4 MW médio s, assegurando uma receita fixa anual de R$ 272.377.314,57 (data - base: março /2018), pelo prazo de 25 anos, a partir de janeiro de 2024. O CCEAR (Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado) prevê correção anual da receita fixa de acordo com a variação do IPCA. O fornecimento do gás será integrado e assegurado pela P arnaíba G ás N atural S.A. , subsidiária integral d a ENEVA , a partir de suas concessões na Bacia d o Parnaíba , sem necessidade de alteração da capacidade diária de produção atual, d e 8,4 milhões de m 3 /dia , dado que Parnaíba V é o fechamento do ciclo aberto de Parnaíba I . A ENEVA estima iniciar a construção d a UTE Parnaíba V no segundo semestre de 2019. Fo i celebr ado contrato de empreitada global , na modalidade EPC turn - key , com empresa do grupo ítalo - argentin o Techint , para a implantação da usina . Os equipamentos críticos da ilha de potência serão fornecidos p or empresa do grupo GE - G eneral E letric . O prazo de construção previsto no contrato de empreitada global é de 31 meses. O investimento estimado para a implantação da UTE Parnaíba V (383 MW) é de R$ 1,2 bilhão. Com a contrataç ão supracitada, a ENEVA atingirá , até 2024, uma capacidade instalada total de 2, 5 G W , e faturamento bruto mínimo anual de R$ 2,5 bilhão , consolidando - se assim como umas das principais geradoras brasileiras. “ C oncretiza mos o modelo R2W e i sso mostra o p otencial de geração de valor da ENEVA . Iniciamos a geração d e energia integrada à produção de gás natural na Bacia do Parnaíba há cerca de cinco anos e consolidamos nossa plataforma de negócios”, concluiu Pedro Zinner . Maiores detalhes poderão ser discutidos em Teleconferência com o Mercado, marcada para segunda - feira, 03 de setembro , às 14h (BRT) / 13h (EST), através do s telefone s: (55 11) 2188 - 0155 (BR) , 1 - 646 - 843 - 6054 (EUA) , 1 - 866 - 890 - 2584 (Demais países) - senha: Eneva . Pedro Zinner Diretor Presidente e de Relações com Investidores ENEVA S.A. ENEVA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001 - 21 Publicly Traded Company MATERIAL FACT NOTICE Rio de Janeiro, A ugust 31 , 2018 – ENEVA S.A. (“ENEVA” o r “Compan y ”) ( B3 : ENEV3, GDR I: ENEVY) , in compliance with the provisions of article 157, paragraph 4, of Law nº 6.404/1976 and the provisions of CVM Instru ction nº . 358/2002, as amended, hereby informs its shareholders and the market in general that the Parnaíba 5A and 5B CCGT (“ Parnaíba V ”), w ith an installed capacity of 386 MW, to be built as part of the Parnaíba Thermoelectric Complex, in the State of Maranhão , w as a winning bidder the ANEEL Y - 6 new energy auction , held today (“Auction”). Parnaíba V sold 326.4 average MW, securing in a capacity payment equivalent to R$ 272 ,377,314.57 per year (as of March 2018...